Posts Recentes
Posts Em Destaque

QUAL O TIPO DE TINTA IDEAL PARA A MINHA CASA?


Quando vamos à uma loja de tintas, são tantas opções que muitas vezes não sabemos o que comprar e ficamos a “mercê” do vendedor, não é verdade? Ou ainda ficamos com a “pulga atrás da orelha”, pois não sabemos se o que o pintor, engenheiro ou arquiteto especificou é o material ideal para atender a sua necessidade. Não se preocupe, você não é o único!

Você que está chegando agora como profissional da área e ainda tem dúvidas sobre o que especificar, fique tranquilo, é totalmente comum, entretanto, é fundamental que você saiba onde e como buscar a informação para melhor atender seu cliente.

Deste modo, abaixo você poderá conhecer um pouco sobre as principais tintas existentes no mercado para a utilização em uma residência, lembrando desde já, que o ideal é sempre procurar um profissional capacitado para lhe orientar! Vamos lá…

TINTA LÁTEX PVA (Tinta Vinílica)

A tinta látex PVA é com certeza a tinta mais conhecida e mais abundante em nosso mercado. Este tipo de tinta é indicado apenas para ambientes internos devido a sua composição, não sendo resistente à umidade e muito menos à áreas molhadas. É um material geralmente à base d’água, que proporciona um ótimo acabamento e fácil aplicação, muitas vezes sendo aplicado pelo próprio proprietário do imóvel (DIY). Quando comparada às outras tintas, seu custo é o mais baixo. Outro ponto positivo, são os retoques, que são mais fáceis de serem realizados com este tipo de tinta.

TINTA ACRÍLICA

A tinta acrílica é muito parecida com a tinta PVA, entretanto, o que difere elas são as resinas acrílicas que dão origem a sua classificação, as quais dão a característica impermeável à este material, podendo ser utilizado em ambientes internos ou externos. Seu valor é um pouco mais salgado do que a tinta PVA, entretanto, é ainda mais fácil de realizar a limpeza das paredes, mais resistente a mofos e possui uma maior durabilidade.

TINTA EPÓXI

A tinta EPÓXI é um pouco diferente das tintas citadas anteriormente. Ela se difere na sua composição, onde é formada por polímeros… Sim, ao endurecer, se torna uma espécie de plástico. Para que isso ocorra é necessário utilizar um catalisador especial para o endurecimento da tinta e um diluente para tintas epóxi que tem como finalidade diluir a tinta, ou seja, deixar ela mais fraca ou mais rala, aumentando seu rendimento.


Figura 3 - Tinta Epóxi, catalisador e diluente. Marca Suvinil. Fonte: GrupoAE.

O EPÓXI entre outras aplicações, é indicado principalmente para a pintura de concreto e cerâmicas, como pisos e azulejos por exemplo. Para a utilização desse material, é fundamental ter conhecimento prévio, não sendo indicado fazer vocês mesmo, pois a dosagem da tinta e seus componentes devem ser exatos, a fim de não tornar a tinta muito quebradiça ou mole (deve-se seguir exatamente as orientações do fabricante). Suas principais propriedades: Boa dureza, baixa resistência a intempéries diversos, resistência à temperatura e alta resistência à água, sendo mais resistente do que as tintas esmaltes.


Figura 4 - Diferença entre azulejo pintado, original e liso por completo. Fonte: Referência nº 6 (Revista Casa - Editora ABRIL).


Figura 5 - Cozinha sendo preparada para receber pintura Epóxi (antes). Fonte: GrupoAE.

TINTA ESMALTE (Esmalte Sintético/Alquídicas)

As tintas esmaltes são à base de solventes, por isso, aconselha-se a utilização de máscara para evitar intoxicação. É uma tinta que possui sua secagem de forma mais demorada, deste modo, quando necessário dar outra demão, é preciso aguardar o dia seguinte.

A utilização do esmalte sintético se dá para as madeiras e para os aços. É contra indicada sua utilização sobre reboco, pois podem aparecer diversas bolhas na mesma, sem contar que como todas as tintas esmalte possuem um brilho mais elevado (mesmo que seja fosca), ela destaca ainda mais as imperfeições da parede.


Figura 6 - Porta de madeira antes da pintura com tinta esmalte branco. Fonte: GrupoAE.


Figura 7 - Porta após 2 demãos de tinta esmalte na cor branco neve (depois). Fonte: GrupoAE.

Bom, espero que tenha ficado claro quais são as principais características e indicações de cada uma das tintas citadas, sendo elas, as mais procuradas para a pintura de uma residência ou escritório. Entretanto, não podemos deixar de citar a existência de outras tintas, como: Poliuretano, Borracha Clorada, Poliéster, Nitrocelulose, Silicone, Cal, Cimento, Terra, Silicato, Anti-Graffiiti, Anti-Escalada, Proteção contra incêndio, Magnetizada, Veludo, Texturas, Vernizes, “Primers” entre outros materiais.

Para finalizar, temos percebido que muita gente questiona a diferença entre as tintas econômicas, standard, premium, fosca, acetinada e semi-brilho (ou brilhante), sendo assim perguntamos... Existem diferenças nelas? "É CLARO", deveria ter sido sua resposta. Veja abaixo de forma rápida as suas diferenças.

Econômica X Standard X Premium: Esta classificação se remete principalmente ao cobrimento que a tinta possui sobre alguma superfície, entretanto, está ligada também à sua durabilidade e lavabilidade. A econômica deveria ser a tinta mais barata, é inferior, e em contrapartida, a premium é a que possui o melhor desempenho, sendo assim, a mais cara das três.


Figura 8 - Comparativo entre o poder de cobertura das tintas Econômicas, Standard e Premium. Fonte: Referência nº 3 (FAU_USP - Tintas Imobiliárias e Sistema de Pintura).

Fosca X Acetinada X Semi-brilho: De acordo com o Jornal do Pintor esses três "tipos de acabamento são obtidos alterando-se a quantidade de polímero (emulsão) na formulação do produto". O acabamento fosco é o que menos tem brilho, já o semi-brilho é o acabamento mais brilhante das três. É importante deixar claro que quanto mais brilho a tinta tiver, maior será a quantidade de imperfeições que irão se destacar.

Caso tenham alguma duvida estamos a disposição para lhe auxiliar. Procurem sempre profissionais capacitados para os serviços... Venha conhecer nosso escritório e fazer um orçamento sem compromisso.

RESUMINDO:

TINTA PVA..................................................Ambiente interno, menor custo, fácil aplicação (DIY)

TINTA ACRÍLICA.........................................................Ambiente interno/externo, mais resistente

TINTA ESMALTE.............................Aplicação em madeira e aço, a base de solvente, alto custo

TINTA EPÓXI.......Aplicação em cerâmica e concreto, a base de solvente e catalisador, difícil aplicação, alto custo.


Figura 9 - Relação entre os tipos de tinta, aplicação, indicação e seu acabamento. Fonte: Referência nº 2 (Revista Equipe de Obra - Editora PINI).

----

Escrito por: Carlos Alberto Machado, Engenheiro Civil formado na UniFil, em 2013. Pós-Graduado em Engenharia de Segurança do Trabalho. E-mail: carlos@aegrupo.com.br

----

REFERÊNCIAS

1 - <http://www.jornaldopintor.com.br/interna?noticia=338> - Acesso em 07/2017.

2 - <http://equipedeobra.pini.com.br/construcao-reforma/58/tintas-imobiliarias-escolha-deve-considerar-substrato-rendimento-durabilidade-e-279800-1.aspx> - Acesso em 07/2017.

3 -<http://www.fau.usp.br/cursos/graduacao/arq_urbanismo/disciplinas/aut0188/Aut0188_resumo_tintas_imobiliarias_sistema_pintura.pdf> - Acesso em 07/2017.

4 - Anghinetti, Izabel Cristina Barbosa. "Tintas, suas propriedades e aplicações imobiliárias." Monografia apresentada ao Curso de Especialização em Construção Civil da Escola de Engenharia da UFMG. Belo Horizonte (2012).

5 - <http://casasaopedro.com.br/?p=227> - Acesso em 07/2017.

6 - <http://casa.abril.com.br/materiais-construcao/como-pintar-os-azulejos-e-renovar-cozinhas-ou-banheiro/> - Acesso em 07/2017.

#engenhariacivil #engenharia #arquiteturadeinteriores #interiores #tintas #cores #projetos #acompanhamento #doityourself #decoração #arquitetura #administração #grupoae #acabamento

Siga
No tags yet.
Procurar por tags
Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
GRPAE ARQUITETURA E ENGENHARIA LTDA 
CNPJ: 28.872.441/0001-00
RUA GOIAS, 2000, SALA 04
CENTRO
LONDRINA - PR
(43) 3351-5195
  • Facebook
  • Instagram
  • Whatsapp