August 16, 2018

Please reload

Posts Recentes

Largura mínima para corredores e escadas

May 22, 2020

1/5
Please reload

Posts Em Destaque

FUNDAÇÕES: ESTACA HÉLICE CONTÍNUA

January 25, 2018

No primeiro post da série de posts dedicado às fundações em estacas, trataremos da estaca do tipo hélice contínua.

 

HISTÓRIA

 

O uso deste tipo de estaca, no Brasil, é razoavelmente recente. Foi utilizada pela primeira vez em 1987 e desde então a sua aplicação vem apresentando grande crescimento.

 

EXECUÇÃO

 

A estaca hélice contínua é executada a partir da rotação de um tubo metálico em torno do qual é fixada uma chapa em forma de hélice. A extremidade do tubo central apresenta dentes que facilitam a escavação.

 

Ao se alcançar a cota de apoio da estaca, inicia-se a concretagem simultaneamente à retirada da hélice. A hélice pode ser retirada sem rotação ou com lenta rotação no sentido da perfuração. A concretagem é feita através do tubo central.

 

A retirada do tubo concomitante à concretagem evita a possibilidade de confinamento do solo, o que poderia provocar estrangulamento da seção da estaca, inviabilizando-a.

 

A armação é colocada após completada a concretagem da estaca. Ela é mergulhada na massa de concreto por gravidade ou com auxílio de um pilão de pequena carga. Se a estaca for submetida apenas a compressão, o comprimento da armação não ultrapassa os 5m. O comprimento máximo da armação é o possível para uma barra inteira, ou seja, 12m.

 

 

VANTAGENS

 

A estaca hélice contínua apresenta, além de alta produtividade, um elevado grau de qualidade. A sua execução é monitorada eletronicamente, podendo-se a qualquer instante obter informações a respeito da inclinação da haste, da profundidade da perfuração, do torque e velocidade de rotação da hélice, da pressão de bombeamento do concreto, como também do consumo e perdas de concreto.

 

Uma outra vantagem desse tipo de estaca é a sua possibilidade de execução bem próxima à divisa, diminuindo com isso as excentricidades entre as cargas dos pilares e o centro das estacas.

 

 

DESVANTAGENS

 

Esta estaca apresenta como inconvenientes a necessidade de locais planos para locomoção do equipamento de execução e o grande acúmulo de solo retirado, exigindo remoção constante.

 

 

 

PROFUNDIDADE E DIÂMETROS MÁXIMOS

 

Pelas características de sua execução, a estacas hélice contínua pode atingir comprimento máximo de 30m e ser executada abaixo do nível da água (lençol freático. Pode-se também executar a estaca com inclinação de até 14º. Admite diâmetro de até 100cm. (Rebello, 2008).

 

 

 

TIPOS DE SOLO

 

Pode ser executada em qualquer tipo de solo, exceto onde houver matacões ou rocha sã. O seu sistema de execução permite que este tipo de estaca possa ser usado como pré-furo na cravação de estaca metálica.

 

 

APLICAÇÃO

 

Além das vantagens e desvantagens apresentadas anteriormente, a principal aplicação deste tipo de fundação cabe a obras de construção civil de grande porte, em solo sem matacões ou rocha sã e de elevada carga (até 390 tf). Projetos que exijam prazos apertados recebem bem este tipo de sistema construtivo. Não recomendada a obras de pequeno porte devido ao elevado custo de transporte.

 

 

 

----

 

Escrito por: Marcio Meranca Almeida Machado, Engenheiro Civil formado na UniFil, em 2013. Pós-Graduado em Gestão de Projeto e Técnico em Transações Imobiliárias. E-mail: marcio@aegrupo.com.br

 

----

 

Fontes: Yopanan C. P. Rebello em seu livro “Fundações: guia prático de projeto, execução e dimensionamento”, 2008.

Fotos: Sete Engenharia.

Please reload

Siga