August 16, 2018

Please reload

Posts Recentes

Largura mínima para corredores e escadas

May 22, 2020

1/5
Please reload

Posts Em Destaque

VEGETAÇÃO EM AMBIENTES INTERNOS

É de senso comum que ambientes com plantas e vegetação torna-se um local mais aconchegante e agradável. Além de decorar, os benefícios vão desde deixar o ambiente mais alegre, filtrar e umidificar o ar.  Porém, não é todo tipo de planta que é possível ser cultiva em um escritório, podendo algumas exigir uma quantidade maior de luz e água, já outras menos.

 

As vegetações recomendadas para ambientes corporativos é a Lança de São Jorge ou Sansevieria cylindrica. Planta de alta resistência, podem ser cultivadas em vasos sem muitos substratos; é preferível não expor diretamente ao sol; devem ser regadas com uma frequência média de 15 em 15 dias; e, conseguem tolerar locais com ar condicionado também.

 

Figura 1 –  A lança de São Jorge em vasos.

Fonte: https://www.sitiodamata.com.br

 

Outra espécie que é boa para ser cultivada em meio à sombra é a Pacová ou Philodendron martianum. Com suas folhas grandes, verde escura e ovais, são muito utilizadas na decoração. Porém, é necessário cultivar em canteiros ou vasos com bastante substratos, os quais devem ser mantidos sempre úmidos.

Figura 2 –  A espécie Pacová.

Fonte: https://www.verdevaso.com.br

 

A palmeira-ráfia ou Rhapis excelsa, é possível cultivar tanto em locais com bastante luz como também em pouca luz. De origem asiática, seu formato é de caule fino e longo, com bastante folhas plissadas verde escuras. É necessário ter uma rega frequente, mas sem encharcar a terra.

Figura 3 –  A palmeira-rafia.

Fonte: http://www.ibirapueragarden.com.br

 

Com fácil manutenção também, a Zamioculca ou Zamioculcas zamiifolia possuí resistência ao ar condicionado, podendo ser disposta em ambientes com pouca luz ou luz indireta. Possuí folhas que chegam a 1 metro de altura; é brilhante e possui um tom verde escuro. O vaso deve dispor de ricos substratos e com rega uma vez por semana

 

Figura 4 –  A Zamioculca.

Fonte: http://www.plantasonya.com.br

 

Para dar cor e vida ao ambiente a Bromélia é uma boa alternativa por ser de folhagem bastante ornamental. De baixa manutenção, é remendado ser disposta em local com luz indireta e não muito seco, exigindo somente uma regada melhor na sua parte central em dias muito quentes.

 

Figura 5 –  Bromélia e suas folhas ornamentais.

Fonte: http://www.playgrama.com.br

 

Com caule ereto e folhagem no centro verde escuro e bordas brancas ou verde-limão, a Pleomele ou Dracaena reflexa pode ser utilizada também em locais internos. Deve ser regada de duas a três vezes por semana, se desenvolve próximo de janelas ou locais com boa claridade, não obrigatoriamente necessitando de luz direta.

 

Figura 6 –  A Pleomele e sua beleza.

Fonte: http://www.ceasacampinas.com.br

 

Como foi possível constatar, existem várias espécies de plantas que podem ser utilizadas em ambientes internos e sem muita manutenção, porém é importante ater-se ao local que será alocada e a quantidade de água necessária para a planta. Para dúvidas ou uma maior compreensão de como e onde utilizar a vegetação em ambientes internos, basta entrar em contato conosco.

 

---

 

Escrito por: Rafael Augusto Baioni Gomes, Arquiteto e Urbanista formado na UniFil, em 2013. Pós-Graduado em Projeto arquitetônico pela UEL, em 2015. E-mail: rafael@aegrupo.com.br

Please reload

Siga