August 16, 2018

Please reload

Posts Recentes

Largura mínima para corredores e escadas

May 22, 2020

1/5
Please reload

Posts Em Destaque

AS TELHAS METÁLICAS E SUAS INDICAÇÕES

January 11, 2018

Utilizada desde a década de 50, a telha metálica é amplamente utilizada no Brasil, sendo normalmente aplicada em telhados de barracões ou edifícios industriais. Sua popularidade é resultante de suas inúmeras vantagens, como por exemplo, material de alta durabilidade, redução do peso da estrutura e agilidade na instalação, sendo possível encontrar em grande parte do Brasil.

 

Figura 1 –  A telha metálica empregada em grandes vãos. Fonte: http://www.brasilit.com.br

 

Porém, para especificar este tipo de telha é imprescindível que o projeto arquitetônico e da estrutura metálica do telhado estejam compatibilizados e de acordo com aspectos técnicos, como a inclinação do telhado, estética e fatores econômicos.

 

No Brasil é possível encontrar uma grande variedade de tipos e formatos de telhas metálicas, existem a de alumínio, como sendo a mais comum no mercado desde 1950; a de aço galvanizado; galvalume, que é a combinação de uma liga metálica entre alumínio e aço; e a de cobre e titânico, que apesar de serem menos populares pelo alto valor, possuem alta resistência à intempéries. Já os formatos mais comuns são de chapa com espessuras de 0,30 a 2,70 milímetros, larguras entre 70 a 152 milímetros e comprimentos de 1,50 a 6,00 metros.

 

Nos tópicos a seguir você poderá encontrar as principais indicações para cada tipo dessas telhas, acompanhe abaixo.

 

 

Figura 2 - Os tipos de telhas metálicas. Fonte: http://www.tudoconstrucao.com

 

 

1. TELHA CONVENCIONAL ONDULADA

 

Figura 3 - Telha convencional ondulada. Fonte: http://www.brasilit.com.br

 

Indicada para telhados curvos e vão menores, sendo a solução mais econômica em relação as telhas metálicas. É possível encomendar pintada de fábrica em várias cores, conferindo uma proteção ainda maior.

 

 

2. TELHA CONVENCIONAL TRAPEZOIDAL

Figura 4 - Telha convencional trapezoidal. Fonte: http://www.brasilit.com.br

 

É considerada a mais empregada no Brasil devido as suas características. O seu formato facilita a sua instalação, é encontrada em várias medidas e versátil em sua utilização, sendo usada desde em telhados até em fechamentos laterais de barracões. Igualmente à ondulada, é possível encomendar pintada de fábrica.

 

 

3. TELHA AUTOPORTANTE

 

Figura 5 - Telha autoportante. Fonte: https://www.multiporte.com.br

 

Como o próprio nome diz, a sua vantagem é de vencer grandes vãos sem a utilização de estruturas metálicas para auxiliarem na sustentação do telhado. O seu formato e tamanhos são  variados de acordo com cada fabricante.

 

 

4. TELHA FORRO METÁLICA

 

Figura 6 - Telha forro metálica. Fonte: https://www.proveracotelhas.com.br

 

Normalmente utilizadas em edifícios que não possibilitam a instalação de forro abaixo do telhado, é uma alternativa interessante pois é uma telha composta de três camadas: uma faixa superior de telha em aço no formato Trapezoidal, com o núcleo em EPS ou Poliuretano, e uma faixa inferior em PVC, trazendo um aspecto ''clean'' ao ambiente.

 

 

5. TELHA ZIPADA

 

Figura 5 – A telha zipada. Fonte: http://www.isoeste.com.br

 

Consiste em um sistema de acomodação diferente das demais. Neste tipo de telha, a instalação é feita de forma continua sem a utilização de parafusos e emendas, conferindo assim uma perfeita estanqueidade. Recomendada para construções de médio e grande porte a inclinação utilizada neste tipo de telha é a partir de 2,5%.

 

 

6. TELHA METÁLICA ROLL-ON

 

Figura 6 – A telha roll-on. Fonte: http://www.marko.com.br

 

Um sistema diferenciado das demais telhas metálicas, é recomendada para grandes construções, onde é desenrolada bobinas em cima da treliça metálica e assim trabalhando de forma continua e integrada, dispensando emendas, furos e sobreposições, garantindo assim uma maior estanqueidade.

 

Como é possível constatar, existem inúmeros tipos de telhas metálicas. Agora é só escolher qual é a melhor solução para o seu tipo de edificação, mas vale lembrar que o auxílio de um arquiteto ou um engenheiro civil é sempre recomendado para a melhor escolha de telhado.

 

----

 

Escrito por: Rafael Augusto Baioni Gomes, Arquiteto e Urbanista formado na UniFil, em 2013. Pós-Graduado em Projeto arquitetônico pela UEL, em 2015.     E-mail: rafael@aegrupo.com.br

Please reload

Siga