August 16, 2018

Please reload

Posts Recentes

Largura mínima para corredores e escadas

May 22, 2020

1/5
Please reload

Posts Em Destaque

MAIS COR, POR FAVOR!!

November 3, 2017

Muita gente na hora de decorar sua própria casa, quando não tem a ajuda de um profissional da área, fica com medo de trazer o colorido para dentro e acaba apostando em tons neutros... Não que isto seja um problema ou esteja errado errado, mas é sempre bem-vindo um pouco de cor para dar um up no ambiente. Mas agora vem as dúvidas, posso combinar cores aleatórias? Cores escuras vão diminuir o ambiente? Bom, não é bem assim... E por isso resolvemos fazer este post para sanar de uma vez por todas as dúvidas que venham a surgir com este tema.

 

1. CIRCULO DAS CORES

 

Com certeza a maioria das pessoas já viram este círculo de cores alguma vez nas suas vidas, porém, nem todos sabem como podemos aplicar isto na decoração. Para conhecer, ou ainda relembrar veja o círculo abaixo:

 

 

Figura 1 –  Circulo das cores com exemplificação. (Fonte: Internet)

 

Como podemos analisar na imagem, temos vários tipos de combinações possíveis para as cores do círculo, porém devemos tomar alguns cuidados na hora de aplicar este princípio na decoração para carregar ou não o ambiente... E é aí que entra o próximo tópico do nosso blog, a harmonia.

 

2. HARMONIA

 

Na hora da aplicação na decoração, um ponto-chave é a harmonia das cores no conjunto do ambiente. Temos que ter em mente quais harmonizações são possíveis dentro do círculo das cores.

 

Monocromia: Mais conhecida como tom-sobre-tom a monocromia nada mais é do que utilizar uma única cor em diversos tons, é uma aposta bem fácil para não ter medo de errar.

 

Cores Análogas: Cores que aparecem juntas em sequência no círculo, desta maneira não há contraste pois possuem uma cor em comum.

 

Cores Complementares: Também é chamada de harmonia oposta e combina cores que ficam opostas no círculo, mas que se complementam. Essas combinações de cores são extremamente contrastantes, o que significa que é melhor utilizá-las em pequenas doses e quando você quiser chamar a atenção para um elemento particular do design de seu interior. 

Cores Complementares Decompostas: É uma variação do esquema de cores complementares. Utiliza-se duas cores adjacentes à sua complementar resultando em um esquema mais suave do que o de cores complementares normal.
 

Cores Triádicas: Utiliza-se três cores do círculo igualmente espaçadas, formando um triangulo (daí que vem o nome triádicas), é uma harmonização muito popular e oferece um forte contraste visual.

 

Existem outros tipos de harmonia de cores, porém, envolve a harmonização de mais cores dificultando um pouco na harmonização no ambiente. Em torno de oitenta por cento dos projetos são resolvidas apenas com estas harmonizações.

 

Figura 2 – Harmonização das cores exemplificada. (Fonte: Internet)

 

3. CORES NOS DETALHES

 

Uma dica importante que sempre damos aqui no escritório é que quando você tem medo de arriscar à pintar uma parede, ou comprar um móvel colorido, aposte nas cores dos detalhes. Utilize de uma base neutra nos móveis como sofá, marcenaria, cortinas, entre outros móveis maiores e utilize das cores nos detalhes, como objetos de decoração, almofadas, livros e coisas que podem ser substituídas, assim você pode substituir as cores sempre que enjoar e ter sua casa sempre atualizada. Esta é uma ótima opção para quando você tem um ambiente pequeno e não quer carrega-lo. 

 

Figura 3 – Exemplo de sala com base neutra e cores complementares nos detalhes. (Fonte: GRUPO AE)

 

Figura 4 – Exemplo de sala com base neutra e esquema de cores monocromáticas nos detalhes. (Fonte: GRUPO AE)

 

Agora que vocês já sabem um pouco mais sobre essas possibilidades para adicionar um pouco mais de cor na sua casa, procure um profissional para te ajudar a dar uma repaginada no seu ambiente!

 

----

 

Escrito por: João Paulo A. Monteiro, Arquiteto e Urbanista formado na UniFil, em 2013. E-mail: joao@aegrupo.com.br

Please reload

Siga